Organização do curso de teologia

O S.T.B. é um seminário livre, independente e desobrigado de regulamentação governamental no tocante ao Curso de Teologia, entretanto reconhece como importantes as diretrizes curriculares para os cursos de Teologia, de acordo com a Minuta v. 14 de março de 2010 e, assim, introduz em seus cursos livres algumas  propostas da referida diretriz a fim de que, também, agregue  características comuns aos ambientes acadêmicos de elevado nível.

No tocante à organização dos cursos o S.T.B. se orientará pelas alíneas abaixo, conteúdo da referida Minuta:

a. A organização dos cursos de graduação em Teologia, observadas as Diretrizes Curriculares Nacionais e os Pareceres da Câmara de Ensino Superior, indicará claramente no Projeto Pedagógico do Curso os componentes curriculares, abrangendo o perfil do egresso, as competências e habilidades, os conteúdos curriculares e a duração do curso, o regime de oferta, as atividades complementares, o sistema de avaliação, o estágio curricular supervisionado e o trabalho de conclusão curso, tudo isso como componentes obrigatórios da Instituição, sem prejuízo de outros aspectos que tornem consistente o próprio projeto pedagógico;

b. A estrutura do curso de graduação em Teologia deverá ser construída e definida coletivamente pelo respectivo colegiado que indicará as modalidades de seriação e demais componentes segundo a legislação vigente.
c. O Projeto Pedagógico do Curso deverá buscar a formação integral e adequada do estudante por meio de uma articulação entre o ensino, a pesquisa e a extensão;
d. Deverá ter a investigação como eixo integrador que retroalimenta a formação acadêmica e a prática do egresso;
e. A estrutura do curso de graduação em Teologia assegurará:

i. articulação entre o ensino, a pesquisa e a extensão garantindo ensino crítico, reflexivo e criativo que leve em consideração o perfil almejado, estimulando ao aluno a participar ativamente de todas as atividades acadêmicas e práticas do curso;
ii. as atividades teóricas e práticas que deverão estar presentes desde o início do curso, permeando toda a formação do egresso de forma integrada e interdisciplinar;
iii. a visão de educar para a cidadania e a participação plena na sociedade;
iv. implementação de metodologia no processo ensinar-aprender que estimule ao aluno a refletir sobre a realidade cotidiana e a aprender a aprender;
v. a definição de metodologias pedagógico-didáticas que articulem o saber, o saber refletir, o saber fazer, o saber sentir, o saber conviver e o saber ser visando a conhecer o campo teológico, a refletir construindo suas articulações e ponderações da fé que estuda, a elaborar a sua efetiva articulação entre o conhecimento teórico e a sua ação concreta no mundo,
a construir sua afetividade de modo a poder cumprir o seu papel como egresso, a viver junto em comunidade e a buscar atributos indispensáveis à formação de sua personalidade de modo a participar ativamente na construção sadia da realidade em que vive;
vi. o estímulo às dinâmicas de trabalho em grupos, por favorecer a discussão coletiva e as relações interpessoais;
vii. a valorização das dimensões éticas e humanísticas, desenvolvendo no aluno atitudes e valores voltados para o exercício de seu papel na sua comunidade, na sociedade em geral e também orientados para a cidadania e para a solidariedade.